8 de Janeiro: Atentado à Democracia, pesquisa indica que brasileiros já sabem quem foi o mentor do 8/1

A nova edição da pesquisa “A Cara da Democracia”, realizada pelo Instituto da Democracia (IDDC-INCT) e divulgada nesta terça-feira, revela que oito em cada dez brasileiros desaprova o golpe fracassado no dia 8 de janeiro, quando militantes bolsonaristas e da ultradireita invadiram e depredaram as sedes dos Três Poderes. O levantamento destaca, ainda, que 43% da população atribui a responsabilidade dos atos golpistas a Jair Bolsonaro (PL) ou a grupos extremistas de direita.

Foto: Ton Molina/AFP

A pesquisa aponta que 11% da população apoiam os atos golpistas, um percentual próximo à base de apoio de Bolsonaro, enquanto 82% dizem desaprovar. Embora Bolsonaro tenha negado a liderança na tentativa de golpe, a pesquisa o identifica como o principal responsável para 26% dos entrevistados.

Ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) é alvo de investigações na Polícia Federal (PF) por supostamente liderar a tentativa de golpe. Foto: Evaristo Sá – AFP

A pesquisa aponta que 11% da população apoiam os atos golpistas, um percentual próximo à base de apoio de Bolsonaro, enquanto 82% dizem desaprovar. Embora Bolsonaro tenha negado a liderança na tentativa de golpe, a pesquisa o identifica como o principal responsável para 26% dos entrevistados. Grupos radicais de direita também foram considerados culpados por 17% dos entrevistados.

‘INFILTRADOS’

O estudo analisa, ainda, a atribuição de culpa a outras figuras políticas, com 8% culpando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e outros 6% mencionando os militares. Já os grupos radicais de esquerda foram citados por 13% dos entrevistados, o que pode estar relacionado à narrativa bolsonarista de que “infiltrados” seriam os responsáveis pelos atos golpistas.

O levantamento aponta, sobretudo, que 17% dos entrevistados não conseguem apontar um responsável pelos atos golpistas, enquanto 11% mencionaram “outros” além de Lula, Bolsonaro, militares ou grupos radicais de esquerda e direita.

A pesquisa foi realizada com a colaboração de pesquisadores de várias universidades, de forma presencial com 2.558 eleitores, em 167 cidades brasileiras.

Fonte: Correio do Brasil – Foto: Ton Molina/AFP

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Compromisso com a verdade

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos. .”

Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

Deixe o primeiro comentário