Horror…! Violência: Mulher é presa em flagrante, assume ter matado e esquartejado a filha de 8 anos

Polícia Militar prendeu em flagrante, no sábado, 26, uma mulher de 30 anos que, segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, confessou ter matado a filha de oito anos. De acordo com a polícia, o corpo da criança foi desmembrado e colocado na geladeira e em uma caixa térmica da casa no Jardim Aracati, na zona sul da capital.

Segundo a polícia, há indícios de que o crime tenha acontecido no início do mês na zona leste da capital, onde a família morava. A acusada teria dito à polícia que decidiu matar a filha por não aceitar a separação com o ex-marido e pai da criança. Sem saber como se desfazer do corpo, ela decidiu colocá-lo na geladeira da casa.

O caso foi registrado no 47.º DP (Capão Redondo); A prisão preventiva já foi pedida. Foto: Google Street View

Durante a mudança para a região do Capão Redondo, vizinhos que ajudaram com os móveis se assustaram com o peso da geladeira e o sumiço da criança e acionaram a polícia. A ex-sogra da mulher e avó da criança encontrou o corpo quando foi visitar o novo endereço em um momento em que a mulher não estava em casa.

A mãe confessou que usou drogas pouco antes do crime, mas negou a participação de um cúmplice. O caso foi registrado como homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil e pela vítima ser menor de idade e não ter possibilidade de defesa. A suspeita responderá ainda por ocultação de cadáver.

A investigação será feita pelo 47ºDP, do Capão Redondo. O delegado responsável já apresentou um pedido de conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

 

Fonte: Agência Estado  – Foto:  Google Street View

 

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Compromisso com a verdade

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos. .”

Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

Deixe o primeiro comentário