Salvador Social Clube já atende quase 600 alunos da rede municipal – Secretaria de Comunicação

Salvador Social Clube já atende quase 600 alunos da rede municipal – Secretaria de Comunicação

Foto: Jefferson Peixoto/Secom PMS

Quase 600 alunos da rede municipal de ensino estão participando de atividades esportivas semanais gratuitas por meio do programa Salvador Social Clube. A iniciativa, uma parceria entre a Prefeitura de Salvador e clubes sociais da cidade, oferece diversas modalidades esportivas em troca da isenção de impostos municipais.

As aulas ocorrem duas vezes por semana e incluem esportes como stand up paddle, futebol, futvôlei, natação, karatê, tênis, ginástica rítmica, basquete, entre outros. O programa é coordenado pelas secretarias de Educação (Smed), de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre) e da Fazenda (Sefaz).

O jovem Gabriel Nery Costa, de 16 anos, aluno do 9º ano do Ensino Fundamental, revela que a cada treino tem se surpreendido com as atividades desenvolvidas. Ele pratica canoagem e vela, e recebe, além do transporte, uniforme, lanche e protetor solar. “Gosto muito das atividades que pratico aqui. São esportes maravilhosos. Eu confesso que não tinha ideia de como seria antes de vir para cá, mas logo no primeiro dia foi espetacular, gostei muito”, conta.

“Penso em seguir carreira nessa área. Acompanho muitos profissionais que atuam nela, como o próprio professor José Augusto. Indico aos colegas que participem do projeto, pois são esportes que desenvolvem bastante o corpo dos seus praticantes. Não conhecia o Yacht Club, e esse projeto foi importante para que eu pudesse conhecê-lo, além de outras pessoas também”, completa.

Outra aluna da canoagem e da vela, Paloma Conceição, de 15 anos, destaca a importância não só de participar, mas também de receber o certificado ao final da prática esportiva. “Esse certificado vai ser bom para acrescentar ao meu currículo, para que eu possa trabalhar dentro desse esporte, até mesmo dando aula”, pontua.

Ela está no projeto há três anos e gosta muito da prática. “O Yatch me possibilitou ter novas experiências. A canoagem envolve paciência, coordenação motora e trabalho em equipe. É uma aprendizagem diária”, diz.

Desenvolvimento social – Para a assessora de Projetos Especiais da Smed, Ivone Portela, a prática do esporte é essencial para a vida das crianças e adolescentes, e para o desenvolvimento delas como pessoa, além da questão física. “Outro ponto importantíssimo do programa é a socialização, porque colocar crianças de vários bairros de Salvador dentro de um clube social como o Yacht Clube da Bahia, por exemplo, agrega à formação delas”, declara.

“Tem também a questão do desenvolvimento social, a convivência em outros ambientes, além da troca com pessoas de outras escolas e com os alunos matriculados nos clubes, porque elas entram em turmas já formadas. Para mim, enquanto educadora, um dos maiores pontos do projeto é a socialização”, reforça Ivone.

Contato com a natureza – Entre uma aula e outra, José Augusto Pinto de Carvalho, professor de stand up paddle no Yacht Clube da Bahia, um dos parceiros do programa, explica a abrangência das modalidades aquáticos na vida dos praticantes. “Os esportes que oferecemos aqui no projeto social têm uma abrangência diferente pelo fato de o aluno estar em contato com a natureza e fazer uma atividade física no mar, onde, consequentemente, ele acaba adquirindo outros conhecimentos também, como o de navegação e um pouco sobre a preservação do meio ambiente”, relata.

“Tudo isso eles aprendem aqui no projeto. Não só a parte social, mas também essa vivência de ter a oportunidade de praticar esportes no mar, como canoa havaiana, vela e stand-up paddle. Essas são as nossas modalidades aqui no Yacht Clube. Essa é uma oportunidade que muitos gostariam de ter, e, com o programa, muitos jovens estão tendo. Eles estão a cada dia mais aperfeiçoados. Alguns têm potencial para se tornar atletas e, quem sabe, professores nas nossas escolas aqui”, emenda o professor, que é tricampeão brasileiro na modalidade.

Parcerias e escolas – Atualmente, além do Yacht Clube da Bahia, outros oito clubes participam da parceria com o programa: Centro Cultural e Recreativo Hispano Galego (Centro Espanhol), Clube Baiano de Tênis, Associação Atlética da Bahia, Clube dos Empregados da Petrobras, Costa Verde Tênis Clube, Clube Recreativo Campomar, Associação dos Empregados da Paranapanema e Esporte Clube Vitória.

Entre as escolas que têm alunos matriculados no programa estão a Teodoro Sampaio, Osvaldo Cruz, São Domingos Sávio, Hercília Moreira, Casa da Amizade, Santa Terezinha do Chame Chame, Senhora Santana e Senador Antônio Carlos Magalhães, entre outras unidades municipais.

Reportagem: Priscila Machado e Mateus Soares/Secom PMS

Fonte: Clique aqui

O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos

Deixe o primeiro comentário