Agência Francesa de Desenvolvimento convida governo baiano para conhecer políticas públicas de envelhecimento

Agência Francesa de Desenvolvimento convida governo baiano para conhecer políticas públicas de envelhecimento

A convite da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), da Expertise France, e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a secretária da Saúde da Bahia, Roberta Santana, está em missão internacional na capital francesa desde a segunda-feira (3), a fim de conhecer e estudar políticas públicas voltadas para o envelhecimento e a autonomia dos idosos, além de explorar experiências inovadoras em cuidados prolongados. Apenas três estados brasileiros foram convidados.

A missão inclui reuniões no Ministério da Saúde e Prevenção da França, no Fundo Nacional de Solidariedade para Autossuficiência (CNSA), na Federação ADMR (Assistência Domiciliar em Áreas Rurais) e na Agência Francesa de Treinamento Profissionalizante para Adultos (AFPA). Um dos encontros foi com a ministra delegada para Idosos e Pessoas com Deficiência, Fadila Khattabi, na sede do Ministério da Saúde e Prevenção da França.

Foto: Marina Avdibegovic

“Estamos aqui para observar, aprender e levar para a Bahia experiências e políticas que possam ser adaptadas e implementadas em nosso estado, com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos nossos idosos. A França é um exemplo em muitas áreas relacionadas ao envelhecimento saudável e cuidados prolongados, e estamos muito interessados em entender como essas políticas podem ser aplicadas em nosso contexto”, afirma a secretária.

Há diferentes maneiras de financiar, regulamentar e fornecer assistência, e elas dependem dos contextos nacionais de proteção social. Enquanto alguns modelos, como o inglês, se baseiam na criação de garantias mínimas, o modelo francês se destaca pela forte presença do Estado e dos serviços públicos universais no sistema. Um dos principais elementos do sistema francês é a coordenação entre as políticas públicas para o envelhecimento ativo e o atendimento à dependência, como consequência de doenças crônicas e/ou deficiências.

Durante a missão, a secretária também participará de seminários e workshops sobre as melhores práticas em políticas públicas de saúde voltadas para idosos, com o objetivo de trocar conhecimentos e experiências com profissionais de saúde franceses e de outros países.

Fonte: Ascom/Sesab

Fonte: Clique aqui

O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos

Deixe o primeiro comentário