ALBA: Bloco PP, PSB e MDB os 8 deputados juntos somam mais de 500 mil votos, pode influenciar futura composição…?

Assembleia Legislativa: Após dias de amplo debate e diversas reuniões, oito deputados de três partidos que apoiam o governo estadual decidiram criar um bloco informal na Assembleia Legislativa da Bahia. Os parlamentares já comunicaram a decisão ao presidente da Casa, Adolfo Menezes, ao líder do governo, Rosemberg Pinto, e ao chefe de gabinete do governador, Adolfo Loyola.

Rogério Andrade e Mateus Ferreira, do MDB, Soane Galvão e Fabíola Mansur, do PSB, e Niltinho, Eduardo Salles, Hassan e Antônio Henrique, do Progressistas, compõem o novo bloco. Juntos, os oito deputados tiveram mais de meio milhão de votos na eleição de 2022, sendo eleitos de forma majoritária em municípios de grande importância regional.

Conforme o regimento interno da Casa, o novo bloco só poderá ser formalizado em fevereiro de 2024, início do novo ano legislativo, quando será ampliado para dez parlamentares, o que o tornará a segunda maior bancada da Assembleia Legislativa da Bahia.

Os oito deputados esclarecem que a formação do bloco tem o objetivo de dar sustentação ao governo, debatendo de forma colaborativa e democrática os projetos e decisões da Casa.

Os parlamentares ressaltam que o bloco, nesta formação, retrata a união de deputadas e deputados do PSB, MDB e PP na Assembleia Legislativa da Bahia, estando as disputas municipais dissociadas do acordo.

SIMÕES FILHO TERÁ NOVA COMPOSIÇÃO DE POLÍTICA…?
Cidade da  RMS – Região Metropolitana de Salvador, Simões Filho, já convive com bastidores, em  altas temperaturas, diante da escolhido para liderar a chapa majoritária, com  o apoio do prefeito Dinha, e sua administração denominada e dita, como sendo, Boa Terra Boa Gente. Lideranças que fazem parte da restrita “cozinha”, afirmam que o escolhido, sairá de uma lista tríplice, Sid Serra, (PSDB), vice prefeito, presidente da Câmara de Vereadores, Del do Cristo Rei, (PSC) e a preferida, do “prefeitão”, titular da Secretaria de Governo, ex-cunhada, Simone Costa…
Vereador Eri Costa, (MDB), vem obtendo forte apoio popular e a simpatia de parte dos membros da atual 21ª Legislatura, o experiente político, após colocar o nome à disposição do grupo, não encontrou, de imediato apoio à suas pretensões por parte do líder, Dinha.
Ainda filiado ao MDB, Eri Costa, segundo apurações do Redação Nacional, poderá manter-se filiado ao MDB, fortalecendo com isso suas pretensões de estar presente em Chapa Majoritária, nas Eleições 2024. Com 3 mandatos, de vereador, Eri Costa, já desempenhou diversas funções públicas, em Simões Filho: Diretor de Recursos Humanos, Diretor Geral do Hospital Municipal e Secretário de Administração, simõesfihense, nascido em 18 de outubro, formado em  Ciências Contábeis e Pós-Graduado em Atuariais. É Servidor Público Federal, INSS.
A formação do novo bloco político, poderá beneficiar as pretensões políticas do vereador Eri Costa, caso ele não seja o escolhido para representar o grupo político liderado por Dinha e a deputada Kátia Oliveira, (União Brasil),  as peças do xadrez político poderá oferecer ao jovem político a oportunidade de mover-se, dar o xeque-mate, colocando-se como mais uma opção ao eleitorado da sétima maior economia do Estado da Bahia.
Para aumentar o stress, na definição dos candidatos, existe àqueles que torcem para uma composição entre o MDB e PP, podendo surgir uma chapa “Eri_Alfredo_Assis_Costa’, e aí pode ser uma dor de cabeça, ou não, ao prefeito Dinha, essa suposta composição política…?
Fonte & Foto: Formação do Bloco, Ascom-ALBA

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Compromisso com a verdade

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos. .”

Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados

Deixe o primeiro comentário