Com recorde de medalhas, Bahia tem destaque histórico na Copa Nordeste de Taekwondo

A delegação baiana de taekwondo fez bonito na Copa Nordeste de Taekwondo, realizada no último final de semana, em Natal, no Rio Grande do Norte. Ao todo, 42 medalhas foram conquistadas, um recorde do estado na competição, pelos 60 atletas que viajaram com apoio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

A Bahia terminou em quinto lugar na disputa entre os nove estados da região – com 15 ouros, 11 pratas e 16 bronzes – e levou a maior quantidade registrada de atletas baianos participantes no certame regional, segundo Márcio Mascarenhas, presidente da Federação Esportiva Baiana de Taekwondo (Febt). Ele comemora os números, com ênfase por ter superado as 35 medalhas conquistadas na edição do ano passado.

Foto: divulgação FEBT

“Quero ressaltar o apoio dado pela Sudesb para conseguirmos levar essa quantidade de atletas e conquistar tantas medalhas, que é fruto de um trabalho intenso também da nossa federação para o desenvolvimento do taekwondo na Bahia. Nossa posição foi muito importante. Inclusive, fomos muito elogiados pela Confederação pelo resultado, trabalho que estamos fazendo e pela evolução”, comenta o presidente da Febt.

Destaque

Márcio ressalta o resultado de Diego Figueiredo, 24. Com um ouro, o atleta se tornou tricampeão da prova na categoria -68 kg masculino olímpica em três oportunidades que participou. Atualmente, ele está no top 3 do país e acumula outros grandes resultados, como a participação no Grand Slam (torneio com os melhores do país e seletiva para a formação da Seleção Brasileira), o atual título em 2024 da Seletiva Estadual e já bateu o 1º lugar do ranking nacional.

Foto: divulgação FEBT

Titular da Seleção Baiana desde 2014, quando entrou pela primeira, nas categorias juvenil, sub-21 e, agora, adulto, ele conta como foi sua última disputa. “É o evento mais importante do Nordeste, que vale 10 pontos no ranking nacional e vaga direta para o Grand Slam. Fiquei muito feliz em poder participar e ganhar novamente, mas também por toda Seleção, que sou capitão. Queria agradecer à Sudesb por levar toda a delegação por mais um ano. Foi muito produtivo e um intercâmbio interessante. Meu foco, agora, é trabalhar muito em entrar na Seleção Brasileira adulta. Já fiz parte da juvenil”, cita.

Fonte: Ascom/Sudesb

Fonte: Clique aqui

O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos

Deixe o primeiro comentário