Flagrante: “Camarão que dorme a onda leva”, Nilton Novaes, Hélio Regis juntos e misturados em bom almoço

ELEIÇÕES 2024: A cidade de Simões Filho, localizada na RMS – Região Metropolitana de Salvador, já está em clima de efervescência após, no último dia 22, ter sido anunciado pelo prefeito Diógenes Tolentino Oliveira – Dinha, o escolhido por Deus para encabeçar a Chapa Majoritária. O presidente da Câmara de Vereadores, Devaldo Soares, foi contemplado com as bênçãos do prefeito, Deputada, e primeira dama: Kátia Oliveira, União Brasil.

COMO UMA ONDA…

Desde os primeiros momentos após, prefeito DINHA ter anunciado a sua, particular, escolha, que tal qual uma “ONDA GIGANTE”, tipo tsunami, varreu a dita unidade do grupo de sustentação da administração, dita, Boa Terra Boa Gente. E, desde então, os bastidores, contatos, conversas, indica que o processo eleitoral, as composições estão em mar aberto, porém…

ENCONTRO CASUAL…?

Hoje, a Equipe de jornalismo do Redação Nacional, flagrou, uma roda de conversa, no mínimo “PITORESCA”, flagramos uma reunião, almoço, a pauta foi longa e os participantes, são importantes peças no tabuleiro politico eleitoral de 2024: Nilton Novaes, Hélio Régis, Dr. Antônio Carlos Cajuba, Jomar Paraki e o empresário Sandoval Silva.

HÉLIO RÉGIS

O pai do vice-prefeito, Sid Serra, é profundo conhecedor das regras do sistema político, vereador por mais de 4 mandatos, habilidoso, discreto e seguro, esse é o reconhecido perfil de “Helinho”, como é carinhosamente chamado pelos familiares e amigos mais próximos, não deve ter ficado satisfeito com a não escolha do seu primogênito. 

Nestes últimos anos, orientou, aconselhou e foi testemunha do amadurecimento político do pupilo, por característica, Hélio Régis, manteve-se, prudentemente, distante do círculo do poder, poucas vezes, sua experiência chegou a ser consultada, Dinha e o staff do Poder Executivo, abriram mão da experiência do patriarca de Sid Serra. A escolha do prefeito Dinha, não valorizou a dedicação e desapego ao poder demonstrado pelo aliado, e conhecendo o perfil, do político Hélio Régis, podemos afirmar que ele está, no mínimo decepcionado, magoado com a decisão do prefeito Dinha, ainda mais ao ver a forma jocosa, como o filho vem sendo tratado nas Redes Sociais, na visão do pai e político, Sid Serra merecia muito mais… Outros membros da família também se posicionaram com postagens nas Redes Sociais. O desconforto está posto…

SONHO DO FATOR “N” & SERÁ O PESADELO DA BTBG…?

Ao termos acesso à história do empresário Nilton Novaes, fica claro que as conquistas foram resultado da sua persistência, luta, amparado pelo núcleo familiar. Nos últimos 30 dias, arregaçou às mangas, e decidido lançou-se, decisivamente, para ir ao encontro do que determinou como sendo o seu grande “SONHO”. 

Durante CONFRA com Imprensa, prefeito Dinha, alimentou e deu esperanças, não só ao empresário Nilton Novaes, como à família presente. Tratou-o, não só como amigo, e sim um confidente. Os profissionais de imprensa, presentes, tiveram a nítida sensação de que o “martelo” estava batido, e Nilton Novaes seria o nome indicado à sucessão.

Entretanto… a Nuvem, mais uma vez mudou. Assim… Nilton Novaes, poderá ser o pesadelo, que Dinha não esperava, dentro da Boa Terra Boa Gente…?

Revendo, como em um filme, as conquistas alcançadas desde que instalou-se em Simões Filho, repetidamente, afirma que a gratidão é imensa. “Simões Filho, deu-me tudo o que tenho, meus projetos, investimentos, toda a família concentra aqui. E, por gratidão, quero dar, ainda mais a minha contribuição. Em entrevistas, afirmava, a admiração ao prefeito Dinha, ao ponto de serem confidentes. O prefeito, somente, nos últimos 30 dias, me autorizou a ir às ruas, trabalhar para viabilizar a minha candidatura.

“Sou vitorioso. Em apenas 30 dias, obtive ampla aceitação e apoio popular. Em pesquisa fiquei a frente de vários postulantes, com mais tempo trabalhando o nome, e consegui ficar bem próximo de Simone Costa, que por ter a preferência do gestor, sempre estava ao lado, nas ações da administração, eventos, a imprensa, reservava espaço para compartilhamento de matérias e divulgações, e mesmo assim, em 30 dias, já me posicionava com resultados de pesquisas, bem próximo do nosso vice Sid Serra… “

REDAÇÃO NACIONAL

Estamos alinhavando tais afirmações, para embasar nossa percepção sobre qual a temperatura dos bastidores, em Simões Filho, após o “flagra” de hoje. Nilton Novaes, caiu nas graças de um importante grupo empreendedores, a diretoria do PROCIA, e mais de 40 empresas, ratificam à Nilton Novaes, apoio incondicional, portanto é seguro supor, a manutenção do SONHO continua, assim como ações, conversas, onde poderá surgir uma nova possibilidade política, uma nova VIA, ou VIÉS. 

DINHA

Estava posto que a forma centralizadora, na tomada de decisões, traria ao líder Diógenes Tolentino, muita dor de cabeça. As negociações, doravante, serão muito mais “caras”, os compromissos, ainda de 2016 / 2020, não foram quitados. Terá Dinha, o que oferecer aos descontentes…? e para os munícipes, cofres públicos, não trará uma situação de stress a tal ponto de inviabilizar a futura administração…? E, além deste encontro, quantos outros não estarão sendo realizados até a data limite das convenções partidárias, conseguirá Dinha evitar a debandada da sua Boa Gente…?

Aguardemos, cenas dos próximos almoços, jantares e reuniões não tão secretas assim, ao que parece, mesmo que tardiamente, ao menos os articuladores políticos resolveram, Repensar Simões Filho…

Dinha, além de toda essa pressão, terá que preocupar-se pois com boa aceitação de votos, e com simpatia dos eleitores estão a espreita, caçando votos e dos dissidentes, duas peças de fundamental importância nas Eleições 2024: Alfredo Assis, PP e Eduardo Alencar, PSD…

Como estará Eri Costa, Genivaldo Lima, Orlando de Amadeu…? Abordaremos, em outro editorial.

Romário dos Santos – Editor Chefe

Redação Nacional

 

Deixe o primeiro comentário