Lançamento da Copa 2 de Julho acontece nesta quarta-feira (19) na Tribuna de Honra do Estádio de Pituaçu

Foto: Ascom/Sudesb

Edição de 2024

As partidas do torneio serão realizadas de 02 a 13 de julho em oito palcos da Região Metropolitana de Salvador e do Recôncavo Baiano: Estádio de Pituaçu, em Salvador; Centro de Treinamento do Bahia, em Dias D’Ávila; Centro de Treinamento do Vitória, em Salvador; campo do Wet’n Wild, em Salvador; campo da Arena Parque Santiago, em Salvador; Estádio Municipal de Lauro de Freitas; Estádio Municipal de Cachoeira; e Centro de Treinamento de Praia do Forte em Mata de São João.

A Copa 2 de Julho vai seguir o mesmo formato que vem dando certo há dois anos com a divisão por fases. Pelo terceiro ano seguido, a competição teve as fases regionais, que, nesta edição, contou com 306 equipes de todos os Territórios de Identidade da Bahia. Os classificados foram as seleções de Aurelino Leal, Barra, Brumado, Canarana, Capim Grosso, Castro Alves, Eunápolis, Guanambi, Itabuna, Paulo Afonso, Riachão do Jacuípe, Ruy Barbosa, Santa Rita de Cássia, Santanópolis, Sento Sé e Vitória da Conquista.

Eles se somam aos times advindos da fase metropolitana (Bahia, Botafogo da Bahia, Cachoeira, Estrela de Março, Galícia, Jacuipense, Mata de São João, Redenção, e Vitória) e de times do país e fora dele. Os representantes de fora do estado são grandes nomes do cenário nacional, como Atlético Mineiro, atual campeão; Atlhetico Parananese; Botafogo; Goías; Fortaleza; Palmeiras; e Vasco. ABC, de Natal, Comercial, do Maranhão, Treze, da Paraíba, e a Seleção Sergipana também vão disputar a competição nacional.

Foto: Ascom/Sudesb

Dentre os demais destaques, está a participação da Seleção Brasileira Sub-15 pelo segundo ano seguido e com três atletas baianos: Gabriel Veneno, do Atlético-MG e que jogou ano passado pela Seleção de Santa Rita de Cássia; Keven, do Bahia; e João Fernando, do Vitória. O Brasil ficou na semifinal no ano passado, sendo eliminado pelo Flamengo, e já conquistou três vezes, como a maior campeã.

Completando a lista dos times nacionais que vão disputar a 2 de Julho, está o Gavião Kyiakatejê, de Bom Jesus do Tocantins, no interior do Pará, o único time profissional indígena do país. Essa será a primeira vez que uma equipe indígena estará entre os representante, com uma abertura inédita e especial para o certame, entre o Gavião e a Seleção Brasileira no Estádio de Pituaçu na manhã de 02 de julho.

Foto: Ascom/Sudesb

História

Criada em 2007, a Copa 2 de Julho se consolidou como uma das mais importantes no país, sempre contando com participações de grandes clubes brasileiros, da Seleção Brasileira, bem como de equipes estrangeiras como América e Santos Laguna, do México; Club Deportivo Unión e Atlético Maracaibo, da Venezuela; Oriente Petrolero, da Bolívia; Academia, do Canadá; além de Ibiza, da Espanha. Neste ano, será a vez dos norte-americanos do Brauza e do Bolívia de Santa Cruz de La Sierra.

Com o intuito de revelar jogadores, em 2015, a Copa 2 de Julho passou a ser disputada na categoria sub-15, que permitiu maior visibilidade. Ela também é marcada pela vasta revelação de craques e atraindo a atenção de olheiros das principais equipes dos país, gerando oportunidade de trabalho para os jovens baianos por meio do esporte.

O quê? – Lançamento e sorteio dos grupos da 14ª Copa 2 de Julho de Futebol Sub-15;

Quando? – Quarta-feira, 19, às 9h;

Onde? – Recepção principal da Tribuna de Honra do Estádio de Pituaçu, localizado na Rua dos Radioamadores, nº 159 397, Pituaçu, Salvador, BA, CEP: 41740-090.

Fonte: Ascom/Sudesb

Fonte: Clique aqui

O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos

Deixe o primeiro comentário