Simões Filho: Desigualdade Financeira na, dita, Boa Terra Boa Gente

Numa sociedade onde a disparidade financeira é gritante, a cidade de Simões Filho, munícipio da RMS – Região Metropolitana de Salvador, e sua administração, dita,  Boa Terra Boa Gente, enfrenta desafios cada vez mais sérios. A situação financeira da Prefeitura Municipal de Simões Filho, vem sendo  pautada por inchaço na folha de pagamento, super gratificações para os privilegiados, com a pressão , sob o orçamento municipal das altas taxas de juros, dos milionários empréstimos, contraídos nos últimos anos, conforme apontado pelo Secretário de Fazenda, Roberto Carvalho. O município de Simões Filho, está diante de um cenário alarmante que exige ações urgentes e eficazes.

LIMITE PRUDENCIAL – FOLHA DE PAGAMENTO

O inchaço na folha de pagamento é um sintoma evidente da má gestão dos recursos públicos. Enquanto alguns desfrutam das  SUPER GRATIFICAÇÕES, a maioria do funcionalismo municipal e a população em geral, enfrentam dificuldades para arcar com suas despesas básicas. Esta disparidade não apenas reflete uma injustiça social, mas também compromete a estabilidade financeira da administração.

Gomes Nascimento, faz contundente comentário sobre a FARRA das gratificações – Reprodução.

Além disso, o pagamento de altas taxas de juros em empréstimos agrava ainda mais a situação. Os cidadãos da, dita,  Boa Terra Boa Gente estão sobrecarregados por dívidas que consomem grande parte de suas rendas, deixando-os presos num ciclo interminável de endividamento. É imperativo que medidas sejam tomadas para reverter essa tendência e aliviar o fardo financeiro sobre a população.

No entanto, não podemos ignorar que a desigualdade financeira está intrinsecamente ligada à desigualdade social. Enquanto alguns desfrutam de privilégios financeiros, muitos lutam para sobreviver em condições precárias, sem acesso a saneamento básico e água potável. Esta disparidade é uma mancha na consciência coletiva, que parece não incomodar, ao prefeito Dinha, tão pouco seu secretariado e os membros do Poder Legislativo, a sabedoria popular já rotulou a Câmara Municipal, como a “Casa do Amém” e “Puxadinho da Prefeitura“, a classe dominante evidência de que acostumou-se diante do quadro da miséria e à desigualdade social.

Como confirmação de privilégios, consta no Diário Oficial do Município, o registro, em Folha de Pagamento, com a concessão de SUPER GRATIFICAÇÃO para a filha do presidente da Câmara e pré candidato a prefeito, escolhido pelo prefeito Dinha, tais registro não trata-se de exceção. É regra que beneficia os escolhidos…

 

SIMÕES FILHO, PERDE POSIÇÕES

É passado o momento de agir. O governo, Dinha, e sua propaganda,  da Boa Terra Boa Gente não priorizaram políticas que promovessem a igualdade financeira e social, pouco foi investido em programas de assistência social, visando beneficiar a parcela mais carente da população, falta-lhes transparência na gestão dos recursos públicos, na execução das obras faraônicas, sempre a cargo de empresas parceiras, em vários casos uma execução desastrosa, com a qualidade da “ARMENGUE ENGENHARIA“, o desperdício de dinheiro público e minou por completo o, real,  progresso da cidade de Simões Filho.

Devido sua localização, dispõe de amplo potencial para absorver investimentos da iniciativa privada, e tornar-se uma sociedade próspera, com justiça social para todos os seus cidadãos. No entanto, isso só será alcançado quando for instalado, no Poder Executivo, e Legislativo, com vontade de mudar, definitivamente, e combater, com políticas públicas a desigualdade financeira e social que assola o município de Simões Filho, precisamos de mais ações, menos discursos e apologia religiosa.

É passado o momento de agir com determinação e solidariedade para construir um futuro melhor para todos. Repensar, é preciso, Simões Filho.

 

 

 

Romário dos Santos – Editor Chefe

 

 

 

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos”

 

Deixe o primeiro comentário