Caravana de Direitos Humanos realiza mais de 2 mil atendimentos em Santo Amaro

Caravana de Direitos Humanos realiza mais de 2 mil atendimentos em Santo Amaro

A Caravana de Direitos Humanos deixou legados importantes em três dias de atividades no recôncavo Baiano: mobilizou a rede local para garantir cidadania e acesso a direitos fundamentais à população de Acupe, distrito de Santo Amaro. A ação contabilizou 2.153 atendimentos de documentação civil, assistência social e atendimentos administrativos.

Emissão de RG, Certidão de Nascimento, atendimento da Embasa, Coelba, Bolsa Família, CadÚnico, estão entre os serviços prestados à população do território. Benefícios que asseguram cidadania a pessoas que historicamente têm dificuldade de acessar direitos essenciais.

Fonte: Ascom/SJDH

Pausar um dia de pescaria para emitir a segunda via do RG. Assim fez Carlos Antônio dos Santos, 35, pescador de Acupe, que acessou o serviço na Caravana. “Deixei de fazer um dia de pesca para poder renovar minha identidade. Foi muito bom a Caravana ter vindo aqui em Acupe. Ajudou bastante, pois muitas vezes temos que ir em outra cidade fazer essa documentação”, comentou Carlos Antônio.

A Caravana também promoveu, em seu primeiro dia, palestras sobre ‘Educação e Cultura em Direitos Humanos’ para cerca de 300 alunos do Centro Educacional Municipal de Acupe (Cema), abordando temas como ‘Prevenção à violência contra meninas e mulheres’; ‘Redução de danos’; ‘Políticas sobre drogas’; ‘Combate ao racismo e intolerância religiosa’.

Fonte: Ascom/SJDH

“Através das atividades educativas e da prestação de serviços à comunidade, pudemos beneficiar centenas de pessoas extremamente carentes. Fica evidente a relevância de um trabalho que faz a diferença na vida das pessoas, principalmente quando há dificuldade de acesso a serviços básicos como a documentação, por exemplo. Encerramos o trabalho com a certeza de que devemos continuar fortalecendo as parcerias para ampliarmos o acesso à justiça e aos direitos humanos”, ressaltou a coordenadora de Promoção da Cidadania e dos Direitos Humanos da SJDH, Maria Fernanda Cruz.

Fonte: Ascom/SJDH

Parceiros

A ação é coordenada pela SJDH e conta com os parceiros estratégicos: órgãos vinculados Procon; secretarias da Educação (SEC); Assistência e Desenvolvimento Social (Seades); Segurança Pública (SSP)/Departamento de Polícia Técnica; Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre); de Políticas para as Mulheres (SPM); além da Embasa; Associação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais do Estado da Bahia (ArpenBa); e Prefeitura Municipal de Santo Amaro.

Fonte: Ascom/SJDH

Fonte: Clique aqui

Deixe o primeiro comentário