Caravana de Direitos Humanos em Mata de São João realiza mais de mil atendimentos

Conquistar documentos novos, e outros serviços, sem precisar sair do município. Esta foi a motivação de centenas de pessoas atendidas na Caravana de Direitos Humanos em Mata de São João, nesta quarta-feira (12). A chuva forte, que marcou o dia, não foi suficiente para desanimar o comparecimento em massa na Escola Estadual Getúlio Vargas. Quem buscou teve acesso aos benefícios oferecidos na ação de cidadania, promovida pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) em parceria com a rede de garantia de direitos, integrada por órgãos públicos municipais, estaduais e federais. Em dois dias da ação de cidadania foram realizados 1.187 atendimentos no município da RMS.

A mobilização incluiu crianças de colo, pessoas idosas, pessoas com deficiência, trabalhadores e moradores da zona rural e urbana, em dois dias de atividade intensa no município litorâneo da Região Metropolitana de Salvador. Além das formações em direitos humanos, que envolveram os estudantes do Colégio, a ação garantiu atendimentos de documentação civil e outros serviços. Emissão de RG, Certidão de Nascimento e de Casamento, de Passe Livre Intermunicipal e da Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espetro Autista (Ciptea); atendimentos do Procon, Embasa, Defensoria Pública e INSS foram disponibilizados ao público local e do entorno.

Foto: Ascom/SJDH

A pedagoga Bruna Andrade garantiu a primeira via do RG dos filhos Yasmin Andrade, 1 ano, e Kauã Andrade, de 7 anos. Ela afirmou que a ação é importante porque contribui para melhorar a vida da comunidade, trazendo dignidade para que as pessoas possam exercer a sua cidadania. “Para mim, foi muito bom conseguir tirar os documentos dos meus filhos aqui mesmo, em Mata de São João, porque não preciso me deslocar para Camaçari. Esse é um projeto realmente importante para a comunidade estar em dia com os seus documentos e poder acessar outros direitos”, disse Bruna.

A dona de casa Flaviane Barbosa, 47, chegou cedo no Getúlio Vargas, buscando a emissão da CIPTEA para a filha, de 8 anos. Além da carteira, a pequena Sofia Nascimento também possui o Passe Livre Intermunicipal. “Uma amiga me falou da ação aqui, na escola. Ela já tem o Passe Livre e vai ser muito bom ter agora, a CIPTEA, porque vai abrir muitas portas e ter os seus direitos garantidos. Essa ação é bacana porque beneficia a sociedade e facilita a vida da comunidade”, explicou a dona de casa.

Foto: Ascom/SJDH

Outros municípios baianos estão na lista para receber a Caravana de Direitos Humanos, que tem um papel importante na promoção do acesso à justiça e aos direitos para os públicos vulneráveis. “A Caravana é uma ação que nos permite estar mais próximos da população que precisa ter os seus direitos garantidos. Queremos ampliar ainda mais a atuação da SJDH nos territórios para levar cidadania e construir uma sociedade em que as pessoas possam exercer a sua cidadania plena”, ressaltou o chefe de gabinete da SJDH, Raimundo Nascimento, que compareceu à Caravana nesta quarta-feira.

Parceiros

Nesta edição da Caravana de Direitos Humanos participam o Procon, as secretarias da Segurança Pública (SSP)/Departamento de Polícia Técnica; Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre); além da Embasa; Associação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais do Estado da Bahia (Arpen-BA); a Defensoria Pública Estadual (DPE); e a Previdência Social.

Fonte: Ascom/SJDH

Fonte: Clique aqui

O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos

Deixe o primeiro comentário