Onde está o Dinheiro…??: Prefeito “da uma banana” aos professores, não paga precatórios e não credita o aumento aprovado, Vergonha…!!!

Onde está o Dinheiro…? Aí está uma pergunta, feita por parte dos professores, da Rede Municipal de Ensino de Simões Filho, que não é respondida pela gestão do prefeito Diógenes Tolentino Oliveira.

ESQUECERAM, OS MESTRES

Segundo informações, encaminhadas ao Redação Nacional, por diversos professores, a SEMED, juntamente com a  diretoria da APLB-Simões Filho, não incluem nas reuniões, discussões comissão de professores que foi feita para acompanhar, e também representar os MESTRES, durante as ditas reuniões.

No vídeo abaixo, pode-se notar o esforço do ADVOGADO, APLB-Simões Filho, ao usar de argumentos, amplamente, favoráveis ao DEVEDOR, ou seja, Prefeitura de Simões Filho, corroborando com o processo de leniência, até o momento, em não cumprir as determinações e efetuar as devidas correções e pagamentos aos professores da Rede Municipal de Simões Filho.

https://www.instagram.com/reel/CwxtmtXrB3T/?igshid=MTc4MmM1YmI2Ng==

PRECATÓRIOS

Até o momento não ficou definido qual cronograma de pagamento, referente aos precatórios, e também se quando pago os valores serão acrescidos da correção, através da aplicação da TAXA DE JUROS, para compensar as perdas diante do atraso dos pagamentos.

LEI 019/2023 – CORREÇÃO DOS SALÁRIOS MAGISTÉRIO MUNICIPAL

Durante a realização da 20ª Sessão  Ordinária, Câmara Municipal de Vereadores de Simões Filho, realizada na última terça-feira, 22 de Agosto, do corrente ano, onde consta que os beneficiados seriam os professores que já recebem acima do piso nacional, no percentual de 6,50% (seis inteiros e cinquenta por cento), a ser aplicada a partir de 01 de Janeiro de 2023 para professores efetivos. 

DESABAFO:

Muitos já faleceram e não puderam desfrutar do que era deles, por direito, más eu como herdeira estarei aqui esperando pra receber. Pois, minha mãe passou anos trabalhando pra esse município…

A demora é tanta que o benefício, quando e se for pago, será direcionado aos herdeiros… Repensar é preciso, Simões Filho.

URGÊNCIA 

Ao enviar o referido Projeto de Lei, o líder do Executivo, prefeito Diógenes Tolentino Oliveira, fez uso do Art 48 da Lei Orgânica do Município, invocando o regime de URGÊNCIA, sob argumento de tratar-se de matéria relevante.

O presidente do Legislativo, Verador Devaldo Soares, atendeu a solicitação e em um Sessão Ordinária, repleta de elogios às ações do Executivo, na persona do prefeito Dinha, os NOBRES EDIS, aprovaram o então PL…

 

CADÊ O DINHEIRO – PARTE II

A sociedade simõesfilhense, ficou com  a impressão de que realmente, Dinha, os Vereadores, tem compromisso com a EDUCACÃO, ao atualizar os vencimentos dos professores, com a aprovação da correção em 6,0% retroativo à janeiro de 2023.

Porém, a realidade é outra. Mesmo com a referida aprovação, os valores corrigidos, e retroativos até o momento NÃO foram creditados. Ou seja, a gestão da Boa Terra Boa Gente, continua em débito, duplo, para com os MESTRES…

Vários professores, corajosamente, manifestam-se na página do INSTAGRAM APLB – Simões Filho, demonstrando a decepção com a condução das suas demandas junto à SEMED e Prefeitura de Simões Filho.

Diria o saudoso Boris Casoy, ISSO É UMA V E R G O N H A…!!!

BORIS CASOY: é um jornalista e apresentador de telejornais brasileiro. Tornando-se notório por ter sido âncora do TJ Brasil, telejornal exibido pelo SBT entre 1988 e 1997, Boris iniciou a sua carreira como locutor na Rádio Eldorado, iniciando a sua trajetória pela televisão na Rede Tupi, como repórter do programa Mosaico na TV.

FOTO: Reprodução – REDE TV.

Em seu trabalho como âncora, o jornalista se tornou o primeiro a emitir opiniões sobre as reportagens exibidas durante os telejornais que apresentou. O âncora também acabou emplacando bordões em seus comentários, como “isto é uma vergonha!” e “é preciso passar o Brasil a limpo“, marcados durante o processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor.

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Compromisso com a verdade

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos. .”

Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

Deixe o primeiro comentário